ESTOU TRISTE ....

 

 

Lobo Antunes está doente, foi operado e agora trava uma luta que, se dependesse de palavras estava mais do que ganha:

 

Sobre o cancro escreveu … "Mói e mata. Mata. Mata. Mata. Mata. Levou-me tantas das pessoas que mais queria. E eu, já agora, quero-me? Sim. Não. Sim. Não — sim."

 

Já aqui revelei ser ele o meu escritor favorito. As suas crónicas, por vezes tristes e até brutais, transportam-me para os ambientes que descreve com mestria. Aprendi a gostar de o ler. Porque, para se gostar de Lobo Antunes tem que se aprender muito mais do que saber ler. É preciso saborear cada palavra escrita, perceber o que está por detrás dela e depois “engoli-la”. Não é um daqueles amores à primeira vista, mas sim um amor que vai crescendo e que, sem percebermos muito bem como, acaba por conquistar um lugar nas nossas vidas. A escrita de Lobo Antunes não se revela de imediato,, não nos prende na primeira linha, nem na primeira página...ele não nos prende, entranha-se.....

Gosto daquilo que ele diz, gosto do que ele escreve, gosto daquilo que sinto quando leio aquilo que ele escreve. Admiro a sua coragem e pragmatismo. Gosto dele porque tem uma postura assertiva. Fala a verdade. Encara a vida olhos nos olhos. Sem medos… por isso lhe peço o favor de lutar porque me (nos) faz falta! Pode ser um pensamento egoísta, mas já perdi demasiada gente e agora não me apetece nada perdê-lo ....




[ ver mensagens anteriores ]


 


Adicione meu Blog
aos seus favoritos!




Visitante número:

 

Design Personalizado